Ler é Perigoso

E se Dom Juan fosse mulher?

donn_thumb

Depois de ter lido o Dom Juan, de Molière, a vida de Marinela, a heroína, nuncamais foi a mesma. Nela se opera uma metamorfose radical que a leva a viver uma série de aventuras animadas por um espírito irreverente, satírico e recheadas de suspense, dignas do seu mito inspirador.

Se o mito de Dom Juan está associado à inconstância amorosa, ele é muito mais do que isso. É, sobretudo, uma crítica feroz à sociedade, que ele desmascara sem “papas na língua”. Do mesmo modo, Marinela segue-lhe os passos, exercendo, por onde passa, o seu espírito provocador e iireverente.

De aventura em aventura, a heroína (e o leitor) serão confrontados com um desfecho dos mais inesperados.

Deixe um comentário