Ler é Perigoso

Amos Oz

O fan: A OzAsa, 2007, Tradução de Henrique Tavares e Castro
Neste livro tão brilhante como pequeno, diz Amoz Oz:

e se me prometerem não levar à letra o que vou dizer, atrever-me-ia a assegurar que, pelo menos em princípio, julgo ter inventado o remédio contra o fanatismo. O sentido de humor é uma grande cura. Jamais vi na minha vida um fanático com sentido de humor, nem nunca vi qualquer pessoa com sentido de humor converter-se num fanático, a menos que ele ou ela tivessem perdido esse sentido de humor. Os fanáticos são frequentemente sarcásticos. Alguns deles têm um sarcasmo muito agudo, mas de humor, nada.

Ter sentido de humor implica a capacidade de se rir de si próprio. Humor é relativismo, humor é a habilidadade de nos vermos como os outros nos vêem, humor é a capacidade de perceber, que, por muito cheia de razão que uma pessoa se sinta e por mais tremendamente enganada que tenha estado, há um certo lado da vida que tem sempre a sua graça. Quanto mais razão se tem, mais divertida se torna a pessoa.